Práticas Laboratorias em Biologia Vegetal

Início » AULA 23 – MOVIMENTOS FOLIARES DO FEIJÃO(Phaseolus vulgaris L.) EM RESPOSTA AOS RITMOS CIRCADIANOS

AULA 23 – MOVIMENTOS FOLIARES DO FEIJÃO(Phaseolus vulgaris L.) EM RESPOSTA AOS RITMOS CIRCADIANOS

Introdução

O mecanismo fisiológico básico do movimento das folhas em diferentes espécies de leguminosas é bem conhecido. Recentemente, foi relatado que os movimentos foliares resultam de variações na pressão de turgor nas células do parênquima cortical, ou células motoras, localizadas em lados opostos do pulvino, designados de zonas extensora e flexora. Entretanto, os movimentos foliares são de algum modo controlado pelos fitocromos e modulados por um relógio biológico. Esta é uma prática simples e de baixo custo, que permite ao aluno entender que qualquer variável fisiológica não se mantém estável e constante durante 24 horas, apresentando uma flutuação diária regular, filogeneticamente incorporada e geneticamente determinada, cuja finalidade seria preparar o organismo de uma maneira antecipada para enfrentar modificações ambientais.

______________________________________________________________________________________________

Objetivo específico desta prática

Observar a influência dos ritmos circadianos no movimento das folhas de feijão em um período de 24 h (dia e noite) sob condições constantes de luminosidade e temperatura.

______________________________________________________________________________________________

Procedimentos

Esta atividade constará de apenas um experimento demonstrativo, mais do que experimental. Para tanto uma planta de feijão, com aproximadamente 21 dias deverá ser submetida à luz e temperatura (25ºC) constantes num ciclo circadiano (dia e noite) durante um período de 48 h para minimizar os efeitos do fotoperíodo natural. Para isto, deve-se utilizar uma câmara de crescimento ou incubadora (Figura 1).

Fig_1.jpg

Figura 1. Incubadora BOD e planta de Phaseolus vulgaris utilizada no experimento.

Após o período de aclimatação da planta, deve-se proceder a instalação de uma filmadora programada para gravar as imagens por um período ininterrupto de 24 h.

fig_2

Figura 2.  Filmadora utilizada no experimento

Durante as filmagens toda a planta de feijão será mantida em luminosidade contínua com a finalidade de observar oscilações endógenas nos movimentos foliares ao longo de um ciclo circadiano.


Resultados esperados

fig_3

Vídeo 1. Influência dos ritmos circadianos nos movimentos foliares de feijão. Condições do experimento: luminosidade e temperatura (25ºC) constantes. Clique aqui para assistir o vídeo

O vídeo acima mostra claramente a dinâmica de movimentos foliares de uma planta de feijão, que ocorre sob influência dos ritmos circadianos em condições constantes de luminosidade e temperatura (25ºC) evidenciando que os movimentos nas folhas são modulados pelo relógio biológico.


Avançar para a próxima aula prática                                                     Retornar a prática anterior                           Retornar ao início do capítulo