Práticas Laboratorias em Biologia Vegetal

Início » AULA 24 -INFLUÊNCIA DOS RITMOS CIRCADIANOS NO DESENVOLVIMENTO E CRESCIMENTO DAS PLANTAS DE FEIJÃO

AULA 24 -INFLUÊNCIA DOS RITMOS CIRCADIANOS NO DESENVOLVIMENTO E CRESCIMENTO DAS PLANTAS DE FEIJÃO

Introdução

O funcionamento do relógio biológico com o ciclo externo (luz-escuro) garante uma ótima relação entre a fisiologia e o fotoperíodo, fornecendo a base para a antecipação das mudanças nas condições ambientais. Assim, o principal objetivo desta prática é demonstrar que os ritmos circadianos atribuem benefícios no crescimento vegetativo, pois alguns genes que regulam os ritmos circadianos, como os envolvidos na fotossíntese e alongamento celular podem ter uma relação direta sobre a resposta do crescimento e desenvolvimento da planta, podendo elevar a sobrevivência e a vantagem competitiva das espécies vegetais.

______________________________________________________________________________________________

Objetivos específicos desta prática

Verificar como o desenvolvimento das plantas de feijão (Phaseolus vulgaris L.) respondem a 40 ciclos de 6 h luz e 6 h escuro e fotoperíodo natural;

Comparar em qual fotoperíodo as plantas apresentam maior crescimento, com folhas grandes e verdes.

______________________________________________________________________________________________

Procedimentos

fig_1

Figura 1.  Sementes de Phaseolus vulgaris selecionadas para o experimento.

No início da aula, as sementes de feijão e seis potes de plástico serão entregues aos alunos pelo professor (Figura 1).


De posse das sementes, deve-se proceder a uma seleção, descartando as que apresentarem algum sintoma de má formação e padronizando o tamanho e coloração das mesmas. Posteriormente, serão plantadas três sementes em cada pote plástico, pelo menos 20 dias antes da instalação do experimento, e irrigadas três vezes por semana com água destilada (Figura 2).

Fig_2.jpg

Figura 2.  Plântulas de feijão germinadas em fotoperíodo natural (A) e sob ciclos de 6 h luz e 6 h escuro e temperatura constante de 25ºC (B).

Na data programada da aula, os alunos receberão seis potes com as plântulas. Em seguida três potes serão transferidos para a câmara de crescimento sob ciclos de 6h luz e 6h escuro e temperatura constante de 25ºC (tratamento 1) e três potes serão mantidos em casa de vegetação, expostos ao fotoperíodo natural (tratamento 2). Os potes devem ser mantidos nessas condições por 20 dias, e serão avaliadas as seguintes características: (i) altura total da planta; (ii) diâmetro do colo a 2 cm do solo; (iii) número de folhas verdadeiras (Figura 3).

Fig_3.png

Figura 3. Avaliação do desenvolvimento e crescimento das plantas de feijão. Mensuração do incremento em diâmetro e do incremento em altura total da planta.

O incremento em diâmetro deve ser medido tanto no sentido norte-sul como no leste-oeste (para se obter uma média do diâmetro) utilizando um paquímetro digital com precisão de 0,01 mm. Para medir o incremento em altura utilize uma régua com precisão de 1 cm.

Recomenda-se fotografar as plântulas dos diferentes tratamentos, anotar os resultados, organizar em tabelas, e discutir as diferenças observadas.

Fig_4.png

Figura 4. Efeito do fotoperíodo sobre as plantas de feijão. A. Planta de feijão crescida em fotoperíodo natural. B. Planta de feijão crescida sob 40 ciclos de 6h luz e 6h escuro e temperatura constante de 25ºC.

Para cada variável recomenda-se calcular a média de cada tratamento.

_________________________________________________________________

Resultados esperados

Espera-se que ao final do experimento as plantas crescidas em fotoperíodo natural apresentem maiores valores de incremento em diâmetro, altura e número de folhas, quando comparado às plantas crescidas em 40 ciclos de 6h luz e 6h escuro. Este fato pode ser explicado pelas alterações dos ciclos de luz que podem afetar o funcionamento do relógio biológico.

Tabela 1. Medição do diâmetro, altura e número de folhas

tabela_1


Avançar para a próxima aula prática                                            Retornar a prática anterior                                Retornar ao início do capítulo
%d blogueiros gostam disto: