Práticas Laboratorias em Biologia Vegetal

Início » CAPÍTULO 9 – ÔMICAS E GENÉTICA

CAPÍTULO 9 – ÔMICAS E GENÉTICA

A síntese das proteínas é um fenômeno rápido, complexo e ocorre em quase todos os organismos, no interior das células. Este processo envolve os RNAs ribossômico, transportador e mensageiro, e é dividido em cinco etapas: ativação de aminoácidos, iniciação, elongação, terminação e processamento pós-transcricional do polipeptídeo. Ao final da síntese protéica, os polipeptídeos (proteínas) podem ser glicosilados, metilados ou anexados a outros grupos funcionais. Muitas destas proteínas serão estruturais, outras terão papel catalítico (enzimas) e uma grande maioria serão receptoras de sinais externos. É através das proteínas receptoras que os organismos se comunicam com o ecossistema e dele abstraem informações que serão úteis para a sobrevivência. Este capítulo é formado por quatro aulas práticas com métodos e procedimentos de quantificação e análise de proteínas. A principal inovação deste capítulo é dar enfoque ao ensino da Biologia Vegetal onde, assim como em todos os organismos vivos, as proteínas são a grande conexão entre o DNA das plantas (potencial genético) e os processos biológicos que elas realizam, regulados pelas condições do ambiente.

Marciana Bizerra de Morais marciana.bio@gmail.com
Fabiana Aparecida Cavalcante Silva fabiana.acs@gmail.com
Amanda Emanuella Rocha de Souza amandarocha228@gmail.com
Maria Clara Pestana Calsa mcpestanacalsa@gmail.com
Tercilio Calsa Junior terciliojr@yahoo.com.br

AULA 43 – EXTRAÇÃO DE PROTEÍNAS VEGETAIS TOTAIS PELO MÉTODO TCA/ACETONA

AULA 44 – DOSAGEM DE PROTEÍNAS PELO MÉTODO DE BRADFORD

AULA 45 – SEPARAÇÃO DE PROTEÍNAS ATRAVÉS DE ELETROFORESE EM GEL SDS-PAGE E COLORAÇÃO COM AZUL DE COOMASSIE

AULA 46 – SDS-PAGE PARA CARACTERIZAÇÃO DAS ISOFORMAS DE SUPERÓXIDO DISMUTASE E CATALASE

 

%d blogueiros gostam disto: